Como escolher a mulher ideal? Beleza, educação, corpo, situação financeira, família, cabelos bem cuidados, hálito fresco, dentes brancos, sexo descomunal?

        Acho que quando achamos a pessoa ideal, não reparamos, e quando não achamos, nos apaixonamos. Isso é algo que deve ser trabalhado e entendido. Mas quase nunca paramos para compreender isso.

        Por exemplo: A mulherada gosta de quem as faça bem. Mas quando tem, as vezes não se sentem bem; O homem quer uma mulher “de família”, mas quando vê que não sabe “rebolar” direito, as vezes não tem saco para “ensinar” e termina. (Eu já adoro mulheres que precisam aprender… risos)

        Eu escolho, e não reclamo quando acaba. Simplesmente aprendo. Aprendo a entender que, por mais que eu entenda sobre mulheres, a mulher é um aprendizado contínuo e em constante evolução.

        Eu quero ser feliz. Não precisa ser milionária, com um lindo carro, com MBA e inglês fluente, com uma família parceira e etc, mas que pelo menos me ame. Que me ame e não fuja do meu amor.

        O dia que muitos homens assumirem que também querem amor… quem sabe essa “richa” que existe entre os sexos, aonde um acha que o outro não presta?

Rodrigo Bianchini