Sexo. É bom. Gostoso.

Na verdade, é delicioso.

Muitas vezes delicado;

Outras bruto;

Mas sempre, essencial.

Essencial no sentido de que alguém satisfeito sexualmente, busca sempre o sexo prazeroso com o companheiro (a). A não ser casos especificos, aonde o sexo é muito apreciado, aí não tem parceiro que aguente.

Estou namorando (Novamente) e pela primeira vez estou indo devagar.

Assumi namoro depois de 6 meses (Pasmem) não penso em casar (pasmem 2) e não estou em pé de guerra por ciumes (pasmem 3, o retorno).

São 7 meses praticamente, de muito carinho, dedicação, desejo… e sexo. Muito sexo.

Isso foi culminante para que acontecesse o namoro.

O sexo no relacionamento muda e mantem acesso o carinho, fazem você desejar a pessoa.

O relacionamento por sua vez, independe do sexo.

Sexo é: Tesão, desejo, complemento, entrada;

Relacionamento é amizade, cumplicidade, compreensão e sobremesa.

Definição interessa, n acham? Dizem sempre que a sobremesa é o sexo, mas pensem em um relacionamento estável: Chega a um ponto que o sexo diminui sua frenquencia, e o que mantem o relacionamento ativo é o sexo. Errado! O que mantem o relacionamento ativo é a amizde, cumplicidade, compreensão e sobremesa.

Que sobremesa? Sexo?

Não.

Aquela sobremesa gostosa definida como:Mãos nos cabelos, afago com cheiro de  hortelã, abraço carinhoso.

Se isso virar sexo, são outros quinhentos.

Rodrigo Bianchini