A necessidade de sermos felizes é visível.

        Todos temos sonhos; Todos temos vontade; Todos temos desejos.

        Mas a tristeza sempre será presente na felicidade, porque NUNCA aceitamos as coisas que nos são oferecidas, presenteadas, dadas ou impostas.

        Quem me conhece, quem sabe de parte da minha vida, sabe que sou feliz. Sou feliz, mas estou triste. Isso tem muito tempo. Mas aprendi a não sofrer.

        “Lágrimas de tristezas só devem ser derramadas em caso de dor intensa. E dor intensa não é apenas aquela de um corte ou fratura. E sim aquela da alma.

        Derramar lágrimas da alma, é invísivel e doloroso. Porque tocamos o nosso maior segredo: Nosso intimo.”

Rodrigo Bianchini – (Com colaboração de um grande amigo – Cigano Paulo – Obrigado, meu amigo!)